Início Colunas ARTIGO COMER BEM: Há quem vire a cara, mas o alho tem...

ARTIGO COMER BEM: Há quem vire a cara, mas o alho tem muitos benefícios

256
0

Por Luciana Oliveira, nutricionista clínica

Siga no Instagram @luoliveiranutricionista

O que é mais comum sabermos é que alho é bom para a imunidade por ser rico em zinco e selênio, antioxidantes envolvidos direta e indiretamente no funcionamento do sistema imunológico, mas seus benefícios não param por aí.

Os benefícios que mais se destacam desse superalimento que, além de deixar as preparações mais saborosas, são: no controle da glicemia porque tem efeito hipoglicemiante, é um poderoso antioxidante, auxilia na redução da hemoglobina glicada e ainda reduz a pressão arterial. Mas você sabe como obter esses benefícios? Será que basta tomar uma cápsula de alho e pronto?

Se você adora comer com frequência refeições (pró-inflamatórias) do tipo: bife à milanesa, frituras ou um hambúrguer grelhado, cheio de gordurinhas, aqui vai uma dica para neutralizar um pouco o processo inflamatório que esse tipo de preparação desencadeia em nosso organismo: macere um dente de alho para temperar por exemplo, a carne moída para a elaboração do hamburguer.

Uma dica para o preparo: 10 minutos

Mas para tanto, o ideal é picar bem o alho ou macerar e deixar repousar por 10 minutos antes do preparo, tempo suficiente para permitir a ação da alinase, uma enzima. Por que isso? Porque essa enzima necessita ter contato com outra substância do alho chamada alina que enquanto o dente inteiro, ficam em compartimentos celulares separados. Após a lesão do corte, entrando em contato, essas substâncias formam metabólitos benéficos hidrossolúveis, decorrente da degradação da alicina. Passado os 10 minutos, você pode utilizá-lo na elaboração das refeições, pois já terá ocorrido a reação e você terá todos os benefícios dos compostos. Então aquele hábito de refogar o alho imediatamente após picá-lo para preparar o arroz, não é a melhor maneira, mas pelo menos irá conferir mais sabor à preparação.

A forma como preparamos os alimentos interferem muito no efeito final. Por exemplo, os polifenóis contidos no alho conseguem reduzir em 95% os compostos carcinogênicos desencadeados na preparação do hambúrger. Ele inibe a formação dos chamados produtos de glicação avançada (AGES) que já comentei por aqui.

Um dente por dia

Quando utilizado como suplemento em cápsulas, o óleo de alho tem somente a porção lipossolúvel, não contento a ação principal, e se utilizado como alimento, conseguimos utilizar todo o potencial dele. Então qual a quantidade diária de alho fresco é recomendado? Um dente de alho diariamente, em torno de 1g/dia.

Este e outros fitoquímicos devem ser utilizados antes ou junto das refeições diariamente, porque eles irão modular a resposta inflamatória aguda que temos em cada refeição. Eles conseguem reverter o aumento dos marcadores inflamatórios. Portanto, no próximo final de semana, se você enfiar o pé na jaca, ao invés de tomar um suco detox na segunda-feira, comece a utilizar fitoquímicos como este do alho, no preparo de todas as suas refeições. Você encontra outros fitoquímicos que nos protegem no cacau, na cebola, nas frutas vermelhas, na cúrcuma, curry, na maçã com casca (sempre de preferência, orgânicos), na groselha preta, dentre outros. São mais de 7 mil compostos benéficos fornecidos por frutas, vegetais e grãos. Varie suas refeições.   

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui