Início Colunas Liminar impede que Araújo seja reformado sem vistoria

Liminar impede que Araújo seja reformado sem vistoria

360
0

Conforme o Blog do André Machado mostrou na sexta-feira, dia 03, a Opinião Produtora deve assinar o termo de recebimento do Auditório Araújo Vianna no próximo dia 10.  Só que uma decisão judicial deve adiar o início das melhorias que devem ser implementadas no local pela nova concessionária. É que uma decisão liminar a 1a Vara da Fazenda Pública de Porto Alegre impede que o espaço sofra qualquer mudança até a realização de uma perícia.

Foto Raquel Laks / OSPA

A decisão da juíza Cristina Luísa Marquesan da Silva atende a pedido da Opus Promoções, que administrou o Araújo até julho do ano passado. A empresa pede que uma perícia diferencie o que é benfeitoria e o que é equipamentos. A intenção da Opus é retirar do local equipamentos que entendem ser seus, mas que a Prefeitura Municipal classifica como benfeitoria e integrou no edital 07/2019, vencido pela Opinião.

Procurada sobre o caso, a Opinião preferiu não se manifestar por entender tratar-se de uma pendência entre o executivo municipal e sua antiga parceira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui