Início Colunas CONHEÇA O AUTISMO: Procrastinação

CONHEÇA O AUTISMO: Procrastinação

184
0

Por Marco Antônio Moreira, estudante de Jornalismo, aspie

Procrastinação é um termo que está na moda ultimamente. Caso não saiba o que significa, eu explico: basicamente é quando você tem alguma obrigação importante a fazer, como um trabalho escolar/acadêmico, por exemplo, mas não tem motivação para fazê-la e deixa tudo para a última hora. Eu sofro muito com isso, desde pequeno. Não sei se faz parte do espectro autista, porém decidi abordar esse assunto pois senti que era um tema interessante. 

Quando me dão um trabalho, geralmente começo a ficar ansioso e pleno como irei realizá-lo. Mas depois, não sinto uma certa vontade interna e acabo adiando a criação e elaboração do mesmo. Acabo fazendo tudo no último segundo, no “desespero” praticamente, e depois me preocupo se a atividade foi concluída de maneira correta. 

Me preocupo muito com a minha procrastinação, principalmente no exercício da minha futura profissão de jornalista. Tenho medo de que meus interesses restritos que acarretam essa falta de vontade de realizar uma tarefa importante acabem me prejudicando. Tenho medo de, na correria, esquecer algum detalhe importante e isso acabar prejudicando a finalização de um projeto. Uma coisa que não chega a me preocupar muito é se o trabalho chegará a não ser realizado, pois mesmo que eu faça de última hora, sempre acabo concluindo e entregando as atividades dentro do prazo. 

Sugiro a quem ler este texto (seja aspie/autista ou neurotípico) que planejem as coisas. Criem “deadlines” mentais de cada etapa na realização de qualquer obrigação. É isso que faço e geralmente dá certo. Apenas não deixem nada por fazer!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui