Início Jornalismo Notícias Comportamento do consumidor: estudo aponta cenários do pós-pandemia

Comportamento do consumidor: estudo aponta cenários do pós-pandemia

69
0
Formas de consumo alteradas e novos fatores na hora de decidir comprar serão desafios das empresas no pós-pandemia (Foto: Unsplash/Ilustrativa)

Os reflexos da pandemia da Covid-19 já são sentidos pelas empresas, mas a grande incógnita é como a economia estará ao final da pandemia. Como novos hábitos de consumo poderão dar outro significado à relação vendedor-comprador é um dos grandes questionamentos. Para ajudar as empresas nesta jornada de descobertas e adaptações, a consultoria Cordão, de Porto Alegre, desenvolveu o estudo global “Lições da Pandemia”, que resultou em uma série de três reports com aprendizados direcionados para marcas e empresas. O primeiro deles, “Lições sobre Propósito”, será apresentado ao mercado em um webinar gratuito no amanhã, 04, às 18h (mais informações abaixo). 

De acordo com a consultoria, algumas tendências que já eram observadas há algum tempo agora ganharam maior velocidade e também novas leituras. “Propósito é um assunto que já tinha grande importância e que deve ganhar ainda mais força na gestão de marcas e também de negócios. Porém, a forma de pensar e principalmente de comunicar o propósito deverá ser reinterpretado”, explica Daniele Lazzarotto, diretora da Cordão. 

O estudo aponta que existem três grandes aprendizados sobre este tema. O primeiro deles é que a pandemia deixou os consumidores com uma postura muito menos indiferente com relação à conduta social das empresas. “Antes, a identificação com causas sociais dependia do quanto os consumidores conseguiam ser empáticos com a situação de outros grupos. Mas agora um número muito grande de pessoas começa a viver estes problemas na pele. E por isso passam a se importar muito mais”, explica a publicitária.

O segundo aprendizado diz respeito à constante necessidade das marcas de  comprovarem suas intenções por meio de atitudes práticas. Isso deverá guiar, inclusive, a forma como as empresas dividem suas verbas publicitárias para valorizar mais as atitudes práticas e de benefício coletivo em detrimento aos discursos institucionais. 

O terceiro e último aprendizado mostra que, mesmo com uma postura mais ativa por parte dos consumidores, o propósito de marca não deverá ser tão decisivo para a recuperação de vendas em curto prazo. “Embora exista uma preocupação grande sobre a ética empresarial, em um momento de crise, em que os consumidores estão com menos dinheiro e mais fragilizados, os benefícios concretos e funcionais deverão ter maior impacto para efetivar vendas. Porém, as empresas que conseguirem pensar de forma integral e combinar propósito com utilidade serão as mais beneficiadas”, finaliza Lazzarotto.

Daniele Lazzarotto, diretora da Cordão (Foto: Divulgação)

Para chegar nos apontamentos do estudo a consultoria entrevistou 10 especialistas nacionais e internacionais entre estrategistas, antropólogos e profissionais de marketing: Clariza Rosa (co-fundadora da Silva Produtora), Faris Yakob (co-fundador da Genius Steels), Geoffrey Colon (Head of Brand Studio na Microsoft), Heather LeFevre (consultora independente), Hui Jin Park (consultora independente), Laura Chiavone (managing partner na Honey & Sparks NY), Rafael Martins (CEO do Share), Rosie Yakob (co-fundadora da Genius Steels), Simone Gasperin (Sócia da Aerolito) e Valéria Brandini (Ph.d em Antropologia). Além disso, foram analisados dezenas de reports sobre o comportamento do consumidor. 

A apresentação completa do material será feita ao vivo amanhã, 04, às 18h. As informações para participar estão neste link. Para comentar o material e discutir novos pontos de vista, Lucas Schuch do podcast “Propaganda Não é Só Isso Aí” e Clariza Silva, cofundadora da Silva Produtora, também participarão do bate-papo. A Cordão também vai apresentar no webinar 3 frameworks para ajudar as empresas a guiar suas respostas sobre a Covid-19 a partir do seu propósito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui